quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

NOTA DA REJU SOBRE ATAQUE MACHISTA E VIOLENTO DE JAIR BOLSONARO A MARIA DO ROSARIO

“A nossa luta é todo dia, 
contra o machismo, o racismo e a homo-lesbo-transfobia”

Foto: Gabriela Korossy e Luis Macedo / Câmara dos Deputados

A Rede Ecumênica da Juventude - REJU manifesta profunda indignação ao ataque feito pelo deputado Jair Bolsonaro à deputada Maria do Rosário (ex-ministra dos Direitos Humanos) durante Sessão Plenária na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira, 9 de dezembro de 2014. Na ocasião, após a deputada discursar sobre os 50 anos do Golpe Civil-Militar e sobre a entrega do relatório da Comissão Nacional da Verdade – que aponta as graves violações aos direitos humanos praticadas durante esse regime –, o deputado dirigiu palavras de ofensa à deputada dizendo que não a estupraria por ela não merecer.

As palavras do então deputado explicitam um episódio de violência simbólica, uma agressão por meio de palavras que alude às agressões sexuais frequentes sofridas por mulheres de todo o país. Segundo dados da Secretaria de Políticas para as Mulheres, a cada 12 segundos uma mulher sofre violência no Brasil. Em cinco anos, os registros de estupro no País aumentaram em 168%, subindo de 15.351 em 2005 para 41.294 em 2010. Dados alarmantes que colocam o Brasil no ranking dos países mais violentos contra as mulheres. Assim, um deputado federal dizer na tribuna do Congresso Nacional que só não estupra uma colega deputada porque ela “não merece”, revela o quanto o assunto é relativizado no País e que, segundo ele, existem mulheres que merecem ser estupradas ou, até mesmo, que as vítimas são culpadas pela violência que sofrem.

A Rede Ecumênica da Juventude, que tem como um dos eixos de atuação a luta pela justiça de gênero, repudia todas as formas pelas quais o machismo se reproduz – desde as práticas cotidianas aos discursos de ódio proferidos por pessoas públicas. Toda nossa solidariedade à deputada Maria do Rosário, às mulheres vítimas de violência – sexual, física, psicológica ou emocional –, a todas as mulheres brasileiras!

Seguiremos em luta, contra todas as formas de opressão!

Brasil, 10 de dezembro de 2014.

Rede Ecumênica da Juventude

Ajude a denunciar Jair Bolsonaro.
- Você pode participar de uma denuncia coletiva enviando seus dados que serão enviados a Procuradoria Geral da República e ao Presidente da Câmara dos Deputados: h

- Você pode assinar esta petição online e tantas outras que circulam pela internet: 

- Você pode ligar para a Ouvidoria da Câmara dos Deputados registrando uma queixa contra o deputado que incentivou a violência e o estupro contra a deputada Maria do Rosário e pedir punição da câmara contra ele.

Telefone: 0800-619619
-Registrar denuncia no site do MPF:

http://cidadao.mpf.mp.br/…/formularios/formulario-eletronico"

Um comentário:

  1. CASSAÇÃO IMEDIATA do deputado Bolsonaro, por falta de decoro parlamentar

    ResponderExcluir